quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Pastores do Vegetarianismo

Outro dia estava no trânsito e notei um adesivo no carro da frente que dizia: não coma peixe. O peixe é nosso amigo”. Eu li aquilo e fiquei pensando. Que tipo de gente se relaciona afetivamente com um peixe. Alguém pode me falar? Será que o sujeito chega em casa, coloca uma coleira no peixe e leva ele pra dar uma volta no quarteirão? Ou faz carinho na barriga do peixe? Joga bolinha pra ele buscar? O cara que tem um adesivo desses só pode ser um Pastor do Vegetarianismo. Isso mesmo, um daqueles malas que vão no churrasco e ficam falando sobre os benefícios do vegetarianismo e que não sentem a menor falta da carne. Dizem que nunca se sentiram tão saudáveis, tão bem, tão em harmonia com a natureza. E dizem isso do alto de seus 1,80m de altura e 52kg. Isso quando não é uma garota “reforçada”, que mais parece uma vaca fantasiada de gente, falando isso na maior cara-de-aço. Se você tem pena das vacas, vai pra Índia, passa mais tempo com a sua mãe, sei lá.
É muito fácil identificar um Pastor Vegetariano. Além do que já foi dito aqui, quando chegam no churrasco levam deliciosos quitutes: abobrinha, beringela,Itaipava e maconha. Outro jeito é pela profissão: professor de Yoga, oceanógrafo, biólogo, vigia do jardim botânico, músico experimental, afinador de cítara etc.
Isso sem falar nos vegetarianos mais radicais, que só comem o que cai do pé. Fico imaginando o sujeito com a barriga roncando, parado em frente a uma mangueira, esperando a manga cair. Ele não arranca do pé, por que isso agride a planta. Filhão, o Serguey começou assim e terminou fazendo sexo com elas. Quer ser assim, seja, só não vem buzinar na nossa orelha, ou tomarás um belo murro no peito.